E-mail marketing: você sabe usar essa poderosa ferramenta?

 

 

Fazer marketing por e-mail parece fácil, afinal basta disparar propaganda e o trabalho está feito, correto? ERRADO. Esta é uma das ferramentas mais antigas de contato com o público e, em certos períodos, chegou a ser menosprezada, pois muitos a usavam de forma indiscriminada. Contudo, se utilizada da forma correta,  pode ser extremamente eficaz para os negócios.

 

Se antes, o e-mail marketing era sinônimo de spam, hoje ele passa a ser visto como uma ponte entre clientes e empresas.

 

Mas, como usar o e-mail marketing a favor da sua marca?

 

A resposta para essa pergunta está nas dicas que separamos abaixo. Confira!

 

1- Escolha o tipo de e-mail

 

Existem diversos formatos de e-mail, mas os mais utilizados são os promocionais, que como o nome já diz, têm o intuito de vender um produto ou serviço. Depois temos os informativos, mais conhecidos como newsletters, que transmitem notícias da empresa para a base de contatos.

 

E, também existem as pesquisas de satisfação e remarketing, comumente usados para impactar algum contato que já acessou seu site.

 

Para escolher o tipo de conteúdo, é necessário conhecer o público e saber o que ele está preparado para receber. Não adianta inundar a caixa de entrada das pessoas com anúncios de vendas, quando ela apenas se cadastrou para receber notícias, por exemplo. É preciso respeitar o objetivo do recebimento do conteúdo, ou sua mensagem acabará na caixa de spam.

 

2- Periodicidade

 

Como citado acima, procure manter um limite de envios aceitável para aquele público. Evite disparar muitas mensagens por dia, afinal, ninguém gosta de abrir a caixa de entrada e se deparar com uma enxurrada de e-mails. Tenha bom senso!

 

3- Conteúdo

 

Caso opte por enviar e-mails com textos, atente-se ao bom português e evite conteúdos longos. Seja objetivo e conciso, respeite o tempo do próximo. O ideal é que a pessoa saiba exatamente do que se trata o e-mail ao ler o assunto, por isso não engane o seu público. Uma boa dica é mesclar os e-mails com textos e imagens, mas lembre-se que as principais informações devem estar presentes nos primeiros 20% do e-mail, caso contrário, a pessoa pode perder o interesse. 

 

4- Jamais compre mailing

 

Já fizemos um artigo sobre o tema (LEIA AQUI), mas não custa repetir. Comprar mailings prontos é a maior cilada. Além de não ser apurado, essas listas costumam trazer e-mails falsos e completamente fora do objetivo da empresa. Crie o seu próprio mailing e não jogue dinheiro no lixo.

 

5- Métricas

 

Não basta apenas disparar e-mails, é preciso medir os resultados. Taxa de entrega, taxa de abertura, taxa de conversão e bounce rate (e-mails que voltam) são apenas algumas das informações que bons serviços de disparo oferecem. Dessa forma, você pode avaliar conteúdos que estão sendo bem aceitos e os que não trazem retorno.

 

Não sabe por onde começar? Nós podemos te ajudar! Entre em contato e venha tomar um café conosco!

Deixe seu comentário