Facebook testa mudança que tira todas as páginas do feed principal

 

Quando o Facebook ligou o Feed de Exploração, na semana passada, usuários da rede social no Sri Lanka, Bolívia, Eslováquia, Sérvia, Guatemala e Camboja receberam uma versão diferente do recurso.

 

A empresa escolheu os seis países para realizar um teste que, ao ser tornado público por um jornalista esloveno chamado Filip Struhárik, no sábado, 21, deixou a imprensa e as marcas que usam o Facebook como plataforma de divulgação de cabelo em pé.

 

Se no Brasil o Feed de Exploração serve para descobrir conteúdo de quem você não segue, naqueles países o Facebook passou a usar esse espaço como único meio de exposição corporativa. Isso significa que o feed principal ficou reservado para posts de pessoas conhecidas, enquanto no de Exploração ficou todo o resto — em outras palavras, as páginas.

 

Como consequência da mudança, “páginas estão vendo quedas dramáticas em alcance orgânico”, escreveu Struhárik. “O alcance de várias páginas do Facebook questionadas caiu na quinta e na sexta-feiras em dois terços quando comparado com dias anteriores.”

 

Uma série de veículos especializados internacionais repercutiram o assunto ontem, o que forçou o Facebook a se pronunciar. “Sempre escutamos nossa comunidade sobre como podemos melhorar a News Feed”, escreveu o diretor responsável pela área, Adam Mosseri.

 

“As pessoas nos dizem que querem uma forma mais fácil de ver posts de amigos e família. Estamos testando ter um espaço dedicado para que as pessoas possam manter contato com seus amigos e familiares, e outro espaço separado, chamado Exploração, com posts de páginas.”

 

Embora tenha assegurado que não há planos para expandir os testes globalmente por enquanto, Mosseri deixou claro que a empresa estuda ativamente maneiras de encontrar uma solução para o problema apontado pelos usuários.

 

“O objetivo desse teste é entender se as pessoas preferem ter espaços separados para conteúdo pessoal e público”, explicou. “Vamos ouvir o que as pessoas dizem sobre a experiência para entender se é uma ideia que vale a pena seguir adiante.”

 

Fonte: Olhar Digital

Deixe seu comentário