Facebook admite que precisa aprimorar sua revisão de conteúdo

 

 

Se por um lado o big data é o paraíso para empresas que constroem todo o seu negócio baseado no comportamento das pessoas como o Facebook, por outro, o excesso de dados dificulta em alguns casos, e muito, o gerenciamento, a curadoria e a classificação da informação. O problema da vez para a companhia de Zuckerberg é sobre como lidar e coibir os discursos de ódio da plataforma.

 

Nesta semana jornalistas da organização Pro Publica encaminharam para a empresa 49 posts de usuários que acreditavam que os moderadores da plataforma haviam se equivocado em suas decisões. Os erros não apenas foram admitidos pela rede social, como o VP Justin Osofsky prometeu dobrar a sua equipe de revisão de conteúdo para incríveis 20 mil pessoas em 2018.

 

“Precisamos melhorar. Nossas políticas permitem conteúdos que podem ser controversos e, às vezes, até mesmo de mal gosto, mas elas não cruzam a linha de discurso de ódio. Isso pode incluir críticas a figuras públicas, religiões, profissões e ideologias políticas”, afirmou Osofsky, em comunicado.

 

Fonte: AdNews

Deixe seu comentário